Riachão - MA

Atualizado: Abr 30

(17/08/2018)


Seguindo nossa jornada fomos para Riachão. Na cidade fomos recepcionados por Joamar, da Agência Chapadão Adventure (99) 99649-1297 numa parceria com a Prefeitura Municipal, através da Secretaria Municipal de Turismo (Secretário Beto Kellner). Joamar, num primeiro contato nos apontou as rotas que faríamos já na manhã seguinte.


Como sempre, logo cedo partimos para nossa aventura e descobertas. Nosso primeiro destino foi a Cachoeira do Pico que fica entre Riachão e Colinas. O acesso à cachoeira não é dos mais difíceis. Um lugar que é de tirar o fôlego, ainda não explorado turisticamente, ideal para nossa proposta de trabalho. Assim que chegamos, três garotos nos observavam com olhares curiosos. Quando puxamos as câmeras, não demorou para que se colocassem sob a nossa “mira”. Incrível como aqueles meninos, em tão tenra idade tinham a habilidade e agilidade para brincar nas águas. Quando terminamos nosso processo fotográfico, imediatamente vieram até nós para nos indicar uma outra opção: o poço azul, diziam eles. Não o poço azul conhecido pelos turistas, mas o poço azul deles. Seguimos os três pequenos que, serelepes, corriam pela mata colhendo cajuís e outros frutos do serrado, quanta energia!


Enfim chegamos ao poço azul dos pequenos. Para nossa surpresa, realmente havia um encanto no lugar, eu não resisti e tive que banhar junto aos pequenos  naquela água cristalina azulada. Depois de refrescar o corpo e a alma, fomos conhecer o Encanto Azul, não muito distante dali. Ao visualizar aquele lugar, entendi as razões da escolha do nome. Era domingo, e numa manhã de sol a 36 graus, sem dúvida alguma que encontramos um número bem significativo de turistas ali, então, deixamos para realizar nosso trabalho no dia seguinte. Logo em seguida fomos conhecer o Poço Azul, outro atrativo já bastante difundido da região assim como o Encanto Azul. Como era de se esperar, ali também os turistas estavam curtindo o final de semana. Não seria possível fotografar naquele momento. Logo soubemos que na segunda-feira, os bombeiros fariam a retirada de um enxame de abelhas e o parque estaria fechado. A notícia nos alegrou, pois teríamos aquele espaço todo somente para nós. E assim procedemos.


Na manhã seguinte, às 10hs estávamos no Encanto Azul. Esse era o melhor horário para fotografar ali. As imagens ficaram fantásticas. As nuances que as luzes do sol nos proporcionaram você poderá ver no livro. Em seguida fomos para o Poço Azul, e o resultado não foi diferente. Tudo só para nós. Tivemos o tempo necessário para o deslumbramento, sentir o lugar e finalmente, produzir. Atingimos nosso objetivo.

Ainda em Riachão, Joamar nos apresentou dois locais: a Cachoeira do Boqueirão e a Serra do Pico. Ambos, lugares em que o turismo ainda não foi explorado, ideal para a proposta do nosso trabalho e de uma beleza impactante.


A Cachoeira do Boqueirão se encontra entre o Encanto Azul e Poço Azul. Da estrada, não se pode ter a ideia de que exista ali, por entre a aridez e a  poeira do cerrado, um lugar capaz de refrescar o corpo e acalmar o espírito. A Serra do Pico tem acesso moderado. A subida é íngreme, porém, a vista da paisagem com a qual fomos presentados fez valer cada metro percorrido. O fim daquele dia chegou. Ficamos no Alto da serra para apreciarmos o por do sol. A Chapada das Mesas recebia aquelas luzes amarelas avermelhadas que pareciam escorrer por entre os vãos das serras.  Descemos e passamos a noite numa fazenda próxima. Na madrugada enfrentamos novamente a subida para aguardar  a chegada do astro rei e fotografar o banho de luz da chapada, agora, com as tonalidades e suavidade do novo dia. Novos amigos, vidas entrelaçadas entre momentos de diversão, alegria, contemplação e fotografia. Assim foi a passagem por Riachão. A missão deve continuar. Seguir é preciso. Próximo destino: Alto Parnaíba.


(Texto Edemar Miqueta)




6 visualizações
  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon

© 2019 Evandro Martin | SYNC Imagens